Vai ter Reforma da Previdência? Monitoramento da Probabilidade

A reforma da previdência será aprovada em  2019 com pelo menos 500 Bi de economia em 10 anos?*


Atualizações:

01/jul Votação na comissão especial está marcado para quarta feira, e na semana que vem no plenário da camará. Apesar de taxação dos bancos (CSLL) a economia está bem robusta, na ordem de 1 Tri, A discussão atual é se estados e municípios entram ou não na reforma.

11/jun A reforma anda por caminhos muito tortos porém para um destino muito bom, mesmo com a "fraqueza" politica do planalto a reforma está bem encaminhada. Nos últimos dias vem ganhando notória aprovação politica, entre os pontos mais importantes está a adesão de governadores e o presidente da câmara falando em blindar a reforma de crises politicas. Sobre o valor é cada vez mais falado sobre uma economia de 1 tri em dez anos.
27/mai Há algum tempo não atualizava o blog, após uma piora nas condições politicas na semana do dia 17 que se mostrou só um susto, semana passada a melhora das expectativas foi acentuada. Com os protestos desse fim de semana a população mostra apoio a reforma porém não em proporção suficiente para deixar o congresso coagido com o poder do Presidente, acho que o saldo foi positivo para a reforma, seguimos de olho.
10/mai Já é consenso que a reforma será aprovada, a aprovação na CCJ está sendo planejada para o começo de junho e votação final muito provavelmente ocorrerá entre julho e agosto. Com relação aos valores, 1200 Bi já está fora de questão, mas algo como 800 Bi já é visto como a linha d'água para uma reforma estrutural ou somente algo para os próximos cinco anos.
05/mai Já existe quase um consenso da reforma para algo entre agosto e setembro, o acontecimento da semana foi Paulinho da força falando em desidratar previdência para que Jair B. não seja reeleito. De toda forma parece que 500 Bi é o piso do piso, hoje a discussão se encontra entre 1200 a 800 Bi de economia.
25/abr Após muitas tentativas de interrupção a proposta foi votada na CCJ com remoção de quatro itens que não tem impacto no valor a ser atingido pela reforma. Agora ela vai para a comissão especial onde será discutido o mérito, teoricamente é nesse ponto que pode acontecer a desidratação da reforma, ficamos atentos pois a reforma é dada como certo, o problema é qual o valor afetado.
18/abr Não houve votação, mas aprovação é dada como certa porém já querem modificar o texto nessa fase.
17/abr Hoje é a data prevista para a aprovação da proposta na CCJ, seguimos atentos.
08/abr A aprovação parece questão de tempo, estão apenas discutindo os termos, se continuar assim teremos aprovação bem antes do fim do ano. Estadão já mostra o placar, e está bem positivo até agora 198 a 95, ou seja, passa de dois terços.
28/mar Os ânimos se acalmaram, ministro da economia almoça com o presidente da camara para discussão sobre a RP, o clima está bem mais leve e comprometimento com a RP é reafirmado pelas partes envolvidas.
26/mar Uma serie de desentendimentos e ataques diretos entre o presidente e o líder da câmara expõe uma baixa capacidade do executivo conseguir influenciar na aprovação da proposta.
18/mar Inicio do monitoramento, consenso do mercado é de aprovação até o momento, a maior preocupação é sobre qual o valor de economia aos cofres públicos.

Qualquer dúvida ou interesse no método é só postar nos comentários, as atualizações não tem a data exata para ocorrer porém sempre que o cenário for alterado significativamente eu vou atualizar aqui.

*Baseado na proposta do livro Superprevisões do Dan Gardner estou fazendo o monitoramento da probabilidade de algumas variáveis que considero importante para meus investimentos, hoje a reforma da previdência é o evento mais critico esperado pelo mercado.

Comentários

Postagens mais visitadas